Molhados

domingo, 20 de dezembro de 2009

"E no meio de tanta gente encontrei você..."

"E no meio de tanta gente eu encontrei você
Entre tanta gente chata sem nenhuma graça, você veio
E eu que pensava que não ia me apaixonar
Nunca mais na vida

Eu podia ficar feio só perdido
Mas com você eu fico muito mais bonito
Mais esperto
E podia estar tudo agora dando errado pra mim
Mas com você dá certo


Por isso não vá embora
Por isso não me deixe nunca nunca mais
Por isso não vá, não vá embora
Por isso não me deixe nunca nunca mais

Eu podia estar sofrendo caído por aí
Mas com você eu fico muito mais feliz
Mais desperto
Eu podia estar agora sem você
Mas eu não quero, não quero


Por isso não vá embora
Por isso não me deixe nunca nunca mais
Por isso não vá, não vá embora
Por isso não me deixe nunca nunca mais".

Não vá embora_ Arnaldo Antunes / Marisa Monte

Não. Esse não é um post para o amor da minha vida. Assim, na figura do príncipe encantado e tal. Até porque ainda não o encontrei. De certa forma externa meu sentimento para os amores da minha vida.
Sim. Falta um semestre pra acabar a faculdade. E apesar de todos os planos em comum, de fazer tudo junto, sempre bate um medinho. Realmente não esperava encontrar na faculdade essas verdadeiras pessoas. Pessoas da alma, do coração. Não esperava todas as proezas que a gente conseguiu. Não esperava amá-las tanto.

Com vocês aprendi que nem as previsões do tempo são tão certas quanto agora vejo que é o que sinto. Assim, quando fecho os olhos e penso em vocês, sou totalmente previsível. Porque existe a certeza do que sinto. Da vontade de ficar sempre perto. Da certeza de abrir mão do que for pra levar tudo a diante.

Assim totalmente previsível,Fran e Liri, amo vocês. De todo meu coração. Pra sempre e sempre. s2

9 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Oi Ana, não por acaso abri teu blog hj e vi essa linda declaração de amor! E como bem te referistes... uma declaração de amor não dedicada à um príncipe encantado... mas à esses Anjos a quem chamamos de amigos, aqui na Terra. É fácil dizer que tem mil amigos, como nos mostra o orkut...é fácil dizer que se é amigo de alguém, quando palavras soltas bastam. Difícil é mostrar com atitudes o verdadeiro conceito de Amizade, que apesar de ser uma simples palavra... se revela de uma grandeza incalculável quando presente nos nossos corações, nas nossas vidas...

    Linda homenagem gurias!

    Bjs Nil

    ResponderExcluir
  3. Que texto lindo e imensamente verdadeiro.
    Adorei aqui. Um beijo, moça.

    ResponderExcluir
  4. A amizade verdadeira é um amor que nunca morre, por isso cultive-as pra sempre.

    ResponderExcluir
  5. simplesmente amo minhas amigas/irmãs!!!s2

    ResponderExcluir
  6. também amo vcs, tu sabe né fina flor do meu coração! amo, amo e amo, simplesmente amoooooooooooooooooooooooooooooooooooooo!!!bjux franfran

    ResponderExcluir
  7. Simplesmente amor... amor não tem barreiras... não tem fronteiras e nem passa dor... existe um poema lindo do Álvaro Campos que diz o seguinte:

    Todas as cartas de amor são
    Ridículas.
    Não seriam cartas de amor se não fossem
    Ridículas.

    Também escrevi em meu tempo cartas de amor,
    Como as outras,
    Ridículas.

    As cartas de amor, se há amor,
    Têm de ser
    Ridículas.

    Mas, afinal,
    Só as criaturas que nunca escreveram
    Cartas de amor
    É que são
    Ridículas.

    Quem me dera no tempo em que escrevia
    Sem dar por isso
    Cartas de amor
    Ridículas.

    A verdade é que hoje
    As minhas memórias
    Dessas cartas de amor
    É que são
    Ridículas.

    (Todas as palavras esdrúxulas,
    Como os sentimentos esdrúxulos,
    São naturalmente
    Ridículas.)


    Álvaro de Campos, 21-10-1935

    ResponderExcluir
  8. Nooossa! Brigada por todos comentários! De fato, todos "capitaram" o sentido do post.

    P.S. Comentário- post esse da Lins?
    Huahauhauhauha

    Beeejo gurias.

    ResponderExcluir