Molhados

quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

Sorvete de banana e mais

"Sabores de sorvete servem para medir o grau de confiança em nós mesmos. Não. Esse não é mais um título de pesquisa sobre comportamento humano. É só uma descoberta. E enxerguem-se nela os que assim como eu, tomaram sorvete de chocolate uma vida inteira. O problema não é o sorvete de chocolate. Mas sim o mesmo sabor de sorvete sempre.
Pra disfarçar, creme ou morango. Mas em suma, nada de mudança. Nem pensar nos sorvetes de mamão, melão, milho, etc e etc. Muito menos no de banana, quando não se gosta de banana.
Claro que não precisa elaborar uma tabela e cruzar dados sobre todos os sorvetes que tomou. Basta puxar um pouquinho a memória e a gente se dá conta que assim como o sabor de sorvete, andamos com medo das mudanças. Experimentar o novo requer um longo exercício de desapego, quase impossível à primeira vista.
O título do post? Dias e dias para experimentar o tal sorvete de banana. O que no fundo eu sabia que era receio de trair minha tara por sorvete de chocolate.
Receio de não gostar. Receio de não conseguir tomar até o fim. E o pior: Medo de gostar.
Superando todas minhas expectativas (e alheias também), fechei os olhos e adeus ao sorvete de chocolate. Faz um bom tempo que percebi que me dou bem com mudanças quando dou às mesmas "Boas vindas", e então, a história do sorvete serviu para bater o martelo.

Experiências novas são sempre apostas certas.
Mude. De sabor,cor,cabelo,roupa,caminho...

Sorvete de banana e mais."

Um comentário:

  1. ADOREI... mudanças!!! jogue-se, molhe-se ou descubra-se... a vida em pleno desenrolar, diário, divino... perfeita? não sei explicar, o gostoso da vida está na imperfeição do que tratamos como certo... um dia acordamos e descobrimos que melhor é ficar descabelado, desarrumado e talvez nem escovas os dentes... porque o maravilhoso é não ter pré-deficições e sim ter a oportunidade das escolhas... sejam boas ou ruins isso agente descobre com o tempo depois de fazê-las... nada de achar antes de fazer... porque de achismos naão saimos de lugar algum... então, parafrazendo o que você mesma diz "... abra os braços, feche os olhos e JOGUE-SE"... beijus adorei o texto

    ResponderExcluir