Molhados

quinta-feira, 18 de março de 2010

Do que sei de cor


Meu roteiro não diz onde meus passos são certos ou errados.
Meu roteiro é todo final feliz.
A mim se aplica a famosa: “Quando nasci... alguma coisa".
De tudo, dá pra sacar que “quando nasci...
... meu anjo da guarda disse: Vai lá garota. Acredite em você.”

Acredito em mim até a última gota.
Acredito na minha forma de viver. E continuo sempre por mim.

Amo rir. Sei fazer rir.
Amo amar. Sei amar.


Penso que bons momentos acontecem quando a gente quer.
Penso que tudo flui quando a gente quer.

Aaaah! Não. Meu sentimento não combina com dor.
Não corto cebolas pra chorar.
Não choro pra ter o que escrever.
Não escrevo porque não sei falar.

Quando nasci meu anjo da guarda me disse todos os adjetivos que tenho em mim.
Ouvi atenta e decorei. Então sei exatamente contar minhas virtudes e apontar meus defeitos.

“Vai lá garota. Acredite em você.”


Escrevo tudo o que sinto hoje. Porque amanhã pode não ser.
(então poderei lembrar)


Não escolho o que sai de mim.

11 comentários:

  1. Vou deixar aqui um "nossa!". É a palavra que mais me ocorre depois de ler um texto seu.
    Parabéns.

    ResponderExcluir
  2. Lucca sempre Lucca? O cara que me ensinou que estrelas e nuvens são diferentes. Adoro te ver por aqui. Obrigada. Beeejo.

    ResponderExcluir
  3. Escreves tão bem e tão simples. Sorrio lendo o que escreves aqui. Bom demais!

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. De mim... verdadeiramente de você... quem somos se não moedinhas presas nos cofrinhos gulosos de avarentos amores que nos maltratam... sempre só resta o eu... colocaste muito bem em suas palavras o "de mim"... porque sempre acreditamos na união de nós, e o "eu" apagado e escondidinho na estante ficá lá poque sabe que uma hora só vai restar ele... também não corto cebolas para chorar (mas são belo artifico para enganar o choro verdadeiro...)também não choro para ter que escrever (mas confesso, que muitas vezes chorei ao escrever...) e claro também não escrevo porque não sei falar (mas acredito que quando escrevo foi porque alguma coisa faltou ao texto real...) "de mim"... parabéns o espelho, espelho seu, reflete agora o "eu" que guardou em algum lugar ai... beijus adorei o texto

    ResponderExcluir
  6. Muito lindo o texto! Impressionante sua habilidade!

    se quiser e puder: http://www.maybecloser.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Muito bom o texto *w*

    Te seguindo. :D

    ResponderExcluir
  8. Vai lá garota. Acredite, tá indo bem! Gostei do texto!

    :o)

    ResponderExcluir
  9. perfeito...como tudo aquilo que vc faz! palavras que dispertam sentimentos,
    doce como vc!
    colorido como sua alma!
    intensa nos pequenos gestos, em pequenas frases...que a torna grandioza em sua escencia!
    te amo, fina flor do meu coração...amiga para a eterniade! Franfran.

    ResponderExcluir