Molhados

segunda-feira, 19 de julho de 2010

E um gole a mais já não resolve.
É outro corpo.
Mas abro os olhos e é teu rosto.
É o teu gosto.
É você.
E um gole a mais já não resolve.
Mas é assim que te sinto.
Que te vejo.
Que te tenho.
Sem te ter.

8 comentários:

  1. Gostei da combinação de palavras! Bjs.

    ResponderExcluir
  2. Legal querida. Bonito. E cuidado com a bebida heim.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Ter, apenas na vontade, só com um copo a mais para aguentar.
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. -O mais legal de tudo é que o simples sempre mergulha profundo!


    Um Abraço do Rafah!

    ResponderExcluir
  5. O que faz um gole a mais, não é?
    Lindo poema, curto, directo, mas decisivo na vida de qualquer um, que quer e que deseja!
    Cumprimentos.

    ResponderExcluir
  6. Pequenino,forte e ...singelo,sem ser necessário a bebida...a não ser que seja um chazinho!!

    Um beijo,saudades!

    Sonia Regina.

    ResponderExcluir
  7. Oi!
    te indiquei pro prêmio Blog de Ouro 2010
    vai lá no meu blog e pegue seu merecido selo :)

    ResponderExcluir