Molhados

domingo, 4 de julho de 2010

Sempre do mesmo jeito, a cabeça a mil, o frio na barriga e o suor mais gelado
que a pele. Estão lá de novo, onde lhes dói algo que não sabem o nome.
_ Você sabe. Não sou eu. São suas roupas, seu cheiro, seu cabelo e
e essas suas manias.
_ Pensei que soubesse, confesso. Mas o que me prende é exatamente isso.
_ O que lhe prende onde? Em você, como eu?
_ Mais ou menos. Posso dizer que estou preso em você por estes mesmos motivos.
Mas posso dizer que estou preso em mim porque você também está.
_ Temos consciência disso e aos poucos destruímos nosso mundo. Nosso sonho.
_ Na última vez foi você quem disse, que não sabia se esperava ou se corria... E agora, sabe?
_ Não vou correr. Nem esperar. Mas só de perto existe nós.

16 comentários:

  1. Romanticamente poético o "mas só de perto existe nós".

    Gostei muito!

    Abraço

    ResponderExcluir
  2. Nem correr, nem esperar, isso é estado de alerta! É isso?!

    Bem vinda de volta!

    Boa semana!

    ResponderExcluir
  3. só de perto existe nós...
    não teria terminado melhor!



    =]

    ResponderExcluir
  4. Deixa eu te falar Ana, nunca tinha parado pra ver como aqui tudo é tão lindo!
    tá de parabéns, que continue sendo assim: me fazendo apaixonar por cada detalhe desse seu espaço, cada palavra, cada tudo! meus parabéns =)

    ResponderExcluir
  5. " Posso dizer que estou prezo em mim porque vc tb está..."

    " Nã vou correr, nem esperar".

    Menina que beleza isso aqui... Adorei o texto.
    Ou melhor a conversa.

    Ta tudo lindo por aqui.
    Grande beijo
    Thaty

    Pedaços do Cotidiano
    www.thatycastan.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Bem vinda! E a monografia? Lembrei-me da minha, e sabe que, apesar das dificuldades por ser uma fase cansativa, eu até que tive saudade do tempo em que escrevi a minha! Bjs.

    ResponderExcluir
  7. -Agora estou limpo, me molhei, me lavei!

    Obrigado pela postagem - Um abraço do Rafah!

    ResponderExcluir
  8. As vezes a duvida bate forte, e não sabemos que rumo tomar.
    Bjs

    ResponderExcluir
  9. Oh meu Deus...te contaram a minha história??

    LINDO!

    ResponderExcluir
  10. Sempre lindo, sempre me encantando. :)

    ResponderExcluir
  11. "Mas só de perto existe nós"

    Lindo, Ana! Lindo mesmo.

    Beijão

    ResponderExcluir
  12. me identifiquei mto com o texto
    perfeito.
    só isso!

    olaa
    primeira vez aqui
    adorei seu blog.
    seus textos envolventes e ineligentes.
    se permitir quero mto passar por aqui mais vezes.

    ufff mes d copa.
    mes intenso.
    e vamo q vamo..
    tiramos mtas lições disso inclusive que goleiros
    gostam mto mais do que pegar bolas.
    pegam um xadrez...travestis...gripe..frango....galinhas...e por ai vai..
    e o polvo quer saber ops..o povo..
    dps da copa nos resta as eleições ?
    q broxante.pelo menos o serra não flw q se ganhar sai nú na paulista ou a dilma fica careca...
    um abraço
    bom estar d volta e vamo q vamos;

    ResponderExcluir
  13. eu ADORO diálogos, e você soube como fazer um que mechesse totalmente comigo *-*
    lindo lindo lindo Ana!
    :*

    ResponderExcluir