Molhados

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Tatuagem. E você? O que acha?

Como a idéia das letras de músicas foi bem aceita por vocês, o que me deixou muito feliz, ao invés de postar outra hoje, que era a idéia, resolvi fazer um post diferente. Quero saber a opinião de vocês, sobre algo que tá me torturando há algum tempo e principalmente nos últimos dias: Tatuagens. Sendo assim, digam, debatam e reflitam nos comentários que surgirem sobre o assunto. Antes que alguém pergunte o por quê e de onde tirei isso, vou explicar.
Ao entrar para a faculdade fiz minha primeira tatuagem, uma flor pequena, no ombro direito. Era algo que queria há muito tempo, mas tive que esperar completar 18 anos. A segunda, fiz no ante-braço esquerdo (que aparece na foto do perfil), demorei um tempão decidindo e criando algo legal, queria que simbolizasse uma fase boa, onde situações me fizeram acreditar em luz, em sorte e em qualquer coisa que exista, para nos proteger e iluminar. Tatuei então, a frase "Livrai-me de todo mal", com uma estrela, um trevo e uma pimenta. Isso, há dois anos atrás, na metade da faculdade. Quando os últimos semestres estavam se aproximando, como é normal, comecei a procurar as melhores opções de inserção na minha área (Serviço Social), e foi então que descobri que a Aeronáutica abre todo ano vagas para diversas profissões de nível superior, entre elas, para Assistentes Sociais. Nossa, minha alegria foi tanta, que queria fazer logo o concurso, mas ano passado não rolou, porque teria que ter meu diploma em mãos em maio de 2010, e eu teria em agosto. Bem, decidi então esperar até esse ano, com grande expectativa que abrisse novas vagas, e surpresa: abriu!
As inscrições foram em agosto, mesmo mês que me formei, e as provas objetivas ocorrem no próximo dia 28, daqui exatos 17 dias. Podem imaginar a ansiedade que dá não é? Uma vez que são 3 fases: Prova objetiva, psicológica e física e inspeção de saúde. Bem, minha ansiedade não é totalmente justificada somente pelo fato de ser um processo longo, que dura 10 meses, entre a inscrição e a última etapa. E sim, porque a Aeronáutica é a única das forças armadas que ainda reprova seus candidatos que possuem tatuagens. É claro que eu sabia disso desde quando descobri a seleção para especialidade de curso superior. Está lá no edital, e é dever de todo candidato ler e relê-lo. Existe todo um processo de avaliação em torno das tatuagens na Instituição, e alguns critérios, exemplo: Tem tatuagem? Não pode ficar visível em NENHUM dos uniformes, incluindo o de educação física. Fica visível? Eliminado.
Aí vocês devem estar se perguntando: Que guria louca. O que ela quer então? Respondo o seguinte, como já ouvi algumas pessoas que passaram nos últimos exames dizerem que viram sim, gente com tatoo lá dentro, resolvi arriscar. Aliás, não ia passar 20 anos da minha vida (o limite de idade é 43 anos), pensando como teria sido se tivesse tentado. E se não rolar, desencano e bola pra frente. Se rolar: OBA! É claro que meu caso é mais complicado pela tatoo do ante-braço.

Mas fico pensando, isso não é algo muito conservador para os dias atuais? A Marinha e o Exército já excluíram dos últimos exames a questão da tatuagem, desde que a mesma não ofenda os princípios da Instituição.

Lembrando que o concurso não é para oficiais de carreira, e sim, oficiais temporários. Caso passe, você serve a Aeronáutica por 8 anos, como 2º Tenente Temporário, exercendo a profissão a que se destina. É mais um fator que deveria contar contra a rigorosidade exigida.

E vocês? O que acham? Possuir tatuagem ou não medir 1.55m (altura exigida) vai diminuir tua competência profissional? Vai diminuir a bagagem de estudo que você adquiriu em 4 ou 5 anos de faculdade? Comentem!

27 comentários:

  1. acho que tatuagem, dependendo do local e do que for tatuado, não deveria ser fator determinante para alguém ingressar ou não em algum emprego, seja público ou privado. o mundo fa tanta questão de se dizer evoluido em alguns aspectos, mas em outros tão banais os nossos líderes se mostram retrógrados. E este assunto é um deles na minha opinião.

    ResponderExcluir
  2. Dessa forma eles estão barrando (do baile) pessoas de menor estatura, como os anões, o que me faz refletir sobre isso, as questões que levantas, são pertinentes, altura, tatuagem x competencia, ou habilidade, etc... Eu mesma tenho 6 tatuagens (discretas e em lugares estratégicos), e não sou menos profissional, menos mãe, menos mulher, por causa disso. Portanto, sou suspeita para falar sobre as tatuagens, simplesmente amo! Quanto à outra pergunta, eu vou pensar sobre isso.

    Beijosss!!

    ResponderExcluir
  3. Ana
    Você tocou num assunto que por mais incrível que pareça ainda soa como tabu em nossa sociedade. Mas nada alarmante, pois o inverso também é verdadeiro. Tatuagem é questão de opção e livre-arbítrio. Como vc disse que já conhecia os empecilhos acho que você fez valer sua atitude. Acho que é isso que conta e a vida tá cheia de oportunidades pra quem tem atitude.
    Tatoo? O corpo é o templo de cada um.

    ResponderExcluir
  4. Tenho uma tatuagem tbém, na parte superior do meu braço esquerdo, uma pirâmide com um sol, a qual fiz com 18 anos, qdo a tatuagem ainda não era esse boom, pq tenho 40, agora. Trabalho como educador e bancário e nunca tive nenhum problema, também a tatoo não é tão visivel assim... Hj, não faria mais nenhuma, pq virou algo banal, acho que o barato na atualidade é não ter tatoo, o diferente hoje, deve ser isso,saca?
    Qto aos órgãos que vc se referiu, sempre vai ter discriminação relevantes como essas e sobre sexualidade e etc, etc... não me apetece esse tipo de carreira, desejo-lhe sorte, então!
    Bjs*

    ResponderExcluir
  5. aaaae! Opiniões e opiniões.

    Jorge, sim, ainda é um tabu. E enquanto não for discutido, como vários outros assuntos da nossa sociedade que ainda são relegados ao silêncio, vai existir preconceito e discriminação.

    Franck, concordo com o que trazes, mas em relação a fazer ou não, tem aquelas pessoas que amam, e para as quais a tatuagem trata-se de uma arte, eu , por exemplo. Amo de paixão minhas tatuagens e não tiraria para um processo de seleção como esse. E sim, faria outras, tem uns 3 desenhos que há tempos estão guardados, esperando oportunidade. Vejo pelo lado de estilo de cada um, estilo até mesmo de vida de cada um, que acaba sofrendo um preconceito tosco, quase que (quase?) incabível nos dias atuais.


    Isso ae, comentem!

    ResponderExcluir
  6. Eu tenho 2 tatoo..
    acho super bobagem de não aceitarem, já que em país de 1° mundo não rola disso! Bju

    ResponderExcluir
  7. Aninha,
    É o seguinte, eu tenho 7 tatuagens, a primeira fiz com 17 anos, quando se fazia com agulha e nanquim, pois hj tenho 49 anos. acho tudo isso uma tremenda cretinice, pois não se avalia a competência de ninguém por essas questões estéticas.
    O mundo ainda vive preconceitos velados, mas reais e temos que vier dentro das regras estabelecidas, que são hipócritas diga-se de passagem, mas...... existe a escolha!
    Eu decidi há mt que viveria da melhor forma, pra mim, sendo que me fizesse feliz com o q acredito por felicidade, então eu resolvi ser o que sou, sem me importar com essa sociedade mentirosa. Tenho tatos no braço inteiro e que são aparentes. Sou uma boa profissional, boa mulher, boa mãe, boa amiga, boa cidadã e nada perdi por conta dos meus adereços e se perdi foi pq não me mereceram.
    tatuagem não é modismo. É mais, uma atitude, uma escolha, um estilo de vida.
    Espero que vc tenha boa sorte,
    Bjssssssss

    ResponderExcluir
  8. DEpende da tatuagem...

    Saudações poéticas

    ResponderExcluir
  9. Ow Ira! Um resumo de tudo que acho. Parabéns pela escolha de vida que fizeste. Obrigada, :)

    ResponderExcluir
  10. Vieira, quem dera se essa pergunta fizesse parte da avaliação. :)

    ResponderExcluir
  11. Gosto de tatuagens e tenho duas.
    Entretanto, acredito que cada pessoas, ou instituição têm os seus critério. não dá para fazer questinamentos em situações assim.

    Bjs.

    ResponderExcluir
  12. Eu gosto de tatu....ainda vou fazer uma...no pé...

    Agora...existe o tal "preconceito"...escancarado!

    bjos...há de ter uma saida!

    Zil

    ResponderExcluir
  13. Quando jovem o pai não deixava, agora que sou dono do meu nariz , perdi o tesão. Nada contra tatuagens, mas como tudo na vida, para mim ela também tem um limites.
    Bjux

    ResponderExcluir
  14. Ana, existem tantas discriminações camufladas no nosso contexto social que só quem sofre psicologicamente com elas entende. Vivemos num balaio de farsas. Não tenho tatuagem, mas já vi corpos com tatugem de acentuado bom gosto. Nada contra. Já estive no exército e, cá entre nós, não aprovei e, portanto, com um mês de caserna, conseguí ser dispensado, pois fui aprovado no vestibular. Quiçá se eu estivesse continuado por lá, hoje não teria curso superior. Se os seus sonhos forem asfixiados pela aeronáutica, acorde e idealize novos objetivos. A vida para vc está apenas começando. A discussão é pungente: quando começamos a denunciar uma injustiça, começamos a destruí-la. O debate provoca. Beijos tatuados e futuro iluminado para vc

    ResponderExcluir
  15. Ana,

    São tantas as "tatuagens" camufladas que por vezes nos é difícil comentar sobre algo tão definido, como o teu caso.

    Cada um é livre, desde que não ultrapasse a liberdade dos outros. A minha acaba quando a tua começa. Assim deveria ser em relação às tatuagens. Acho um motivo tão fútil para não se admitir alguém por algo que por certo não iria incomodar ninguém.

    bj

    ResponderExcluir
  16. Ana. Ótimo debate. Quero saber das conclusões. A minha opinião é favorável à tatuagem e indignada quanto ao método ditatorial que cerceia o direito do cidadão no que diz respeito ao estilo próprio. Ou seja, estilo não tem nada haver com competência; e no trabalho, competência é o que importa. Eu me orgulho de minha estrela no pulso, adoro!!! Bjs.

    ResponderExcluir
  17. Acho que é um preconceito que esta enraigado nas constituições, mesmo estas que aprovam, as mais conservadoras com toda certeza teriam algum problema com uma tatuagem a mostra. O que acho um absurdo, porque nós temos o livre arbitrio de decidir nos expressar da forma que quisermos e sermos reprendidos de tal forma no que se diz em um emprego vai de contrar tudo isso.
    Com toda a certeza tatuagens não são motivos de reprender ninguém, tem muito vagabundo, bandido ou o que esteja caracterizando esse preconceito que não tem tatuagem. E qual é o problema de uma pessoa que está tentando ascender na vida, buscando um emprego, ter?
    Tens que tentar mesmo! Boa sorte.
    beijos.

    ResponderExcluir
  18. A tatuagem é uma arte. Aprecio. Principalmente mulheres tatuadas. Acho muito bonito mesmo. Um visual instigante.
    Mas, para mim, por exemplo, não me servem. Sempre digo que não preciso de elementos externos (tatuagens, piercings etc) para compor minha personalidade. Sei quem sou.
    E entendo a barreira que empresas e órgãos impõem a pessoas tatuadas. É uma questão de imagem. Se um empresário é conservador, ele quer manter essa imagem. Se uma instituição quer manter um perfil de integrantes, eles criam barreiras na seleção. Isso não é preconceito, ao meu ver. Preconceito é a estupidez de segregar pessoas por fatores genéticos e hereditários. Para qual estilo que a pessoa tome para si durante a vida, qualquer outra pessoa possui o direito de dizer sobre ela "não me serve". Ou seja, por mais livres que queiramos ser, estamos na chuva para se molhar.

    Eu não discrimino pessoas pelo estilo. Mas, confesso que muitos cultivam um modo de ser desrespeitoso pelo outros, aí me sinto no direito de não simpatizar com tal pessoa. Todos são assim, na verdade.

    Aos poucos a mentalidade com respeito a tatuagens está mudando. Acredito que logo os desenho em si serão considerados cada vez mais arte do que uma forma pejorativa de vida. E, critérios nesse caso, se existirem, serão apenas no sentido de evitar imagens ofensivas a princípios, como no caso da Marinha e do Exército.

    Enfim, desejo que você consiga realizar suas vontades da forma e do jeito que você é, competente e contente.

    Bjs

    ResponderExcluir
  19. Como opiniar o que é melhor para o outro, se não estou na pele dele e não vivo a vida dele? Megacomplexo isto...rs Sempre achei e ainda acho superlindo tatoo nos outros, mas um dia vendo um especial na TV sobre isso a moça disse algo que me imapctou de tal maneira que descartei totalmente a idéia de um dia pensar em ter uma...rs Ela disse: "Quando se é jovem e bonito todos acham lindo tatoo, mas você imagina esta pessoa com 80 anos com esta mesma tatuagem???rsss Me convenceu..rs Bejoooo e lindo fim de semana.

    ResponderExcluir
  20. É claro que uma tatuagem não vai diminuir a competencia de uma pessoa. Só alguem (ou uma instituição) que vive na idade média pensa assim.

    de qualquer forma, boa sorte pra vc. Tomara q vc consiga trabalhar na Aeronáutica.
    bjão

    ResponderExcluir
  21. Olá gata!
    De fato , vc está correndo o risco , mas é como vc falou , se não tentar como irá saber!
    Amo Tatoo , Piercing e afins...
    De forma alguma que isso ou aquilo influência em suas capacidades ... mas não podemos nos esquecer que infelizmente a aparência impera em muitos casos!!
    Bjs!
    Seguindo-te!

    ResponderExcluir
  22. Ana, tô quase igual esse bebê dá foto!
    Tenho tatuagens nos braços! É. Nos dois!
    E tenho 1,54 de altura! ^^
    Tatuagem não muda cárater.
    E a estatura muito menos.
    Como pode existir pessoas tão preconceituosas?
    O que esse povo tem na cabeça?
    Fico revoltada, sempre!
    ;*

    ResponderExcluir
  23. Ana,


    Minha filha caçula resolveu fazer a primeira tatu aos 14 anos e nada delicada ( um samurai que toma conta do braço ( no músculo do braço, não sei bem se é o nome certo) e que achei medonha rsrs. Embora não curta ( pra mim, no meu corpo) e não tenha gostado do estilo da tatu que ela escolheu , respeito quem curte tatu como respeito qualquer pessoa e gostos. Tanto que autorizei sem rolar estresse entre nós. O pai detesta tatu, mas como eu jamais interfere de forma autoritária na educação delas ( se houver medidas, sou mais) . Depois ela quis fazer outra e disse somente que ela completasse seus 18 anos e assim foi (acrescentou uma cerejeira e ficou bem melhor e mais delicada).


    Quanto ao fato de interferir na capacidade profissional é claro que não. Um atraso muito grande proveniente de algo pior que é o preconceito.

    Tudo de bom! Beijos com carinho.

    ResponderExcluir
  24. Opa.....é a hora...
    Chegou o bom momento, ou o grande dia!
    O sorteio esta lançado e você por me seguir e ler-me, convido-lhe a participar. Leia o regulamento e respondas as perguntas. São 20 livros que serão sorteados.
    Vamos lá!
    Sua participação é o meu grande presente.
    JORNAL AFOGANDO O GANSO
    http://afogandooganso.blogspot.com

    Guará Matos,
    @GuararemaMatos

    ResponderExcluir
  25. Adorei o blog e tô seguindo também :)
    Quanto ao assunto, ter tatuagem como parâmetro classificatório pra qualquer emprego é retrógrado e de péssimo tom. Beijo

    ResponderExcluir
  26. Pretendo cursar Direito e todos falam que existe muito preconceito. Tenho uma tatoo na cintura mas quero fazer mais duas. Gente eu acho ridículo isso de caráter x Tatoo ou competência x Tatoo. Ah, outra coisa tbm..que conversa é essa de "depende" da tatoo!? Que isso!? Nem Jesus agradou a todos, porque que eu tenho que agradar alguem!? Se a pessoa não gosta da sua tatoo, o problema é dela. Tatoo n é critério pra se eliminar canditado... mas fazer o que né?

    ResponderExcluir