Molhados

sexta-feira, 29 de abril de 2011

Se eu fechar os olhos e imaginar meu espírito caminhando na minha frente, verei uma guria ainda pequena. Vestindo vestido e all star, dançando e cantando uma música qualquer. Sorrindo para o sol e observando tudo ao redor. Se eu deixar ela correr, não demora muito e ela volta pra perto. Com um sorriso bobo disfarçando o medo e a curiosidade por passos largos. Então eu a abraço e a conforto. A cumplicidade que existe revela que só nós duas sabemos o que já passamos. Sabemos dos tropeços, dos vendavais, das noites escuras que pareciam não ter fim. E por essas pedras no caminho a protegi mais que tudo. Talvez eu tenha errado em a acostumar com essa proteção. Talvez eu tenha cuidado demais para que seu coração não fosse quebrado muitas vezes. Talvez eu tenha evitado lágrimas que seriam necessárias. Nesses anos deixei que ela corresse solta, sem medo, com a condição de voltar em segurança. Então crescer passou a ser um plano a longo prazo, não uma exigência imediata.  Mas os ventos mudam a direção e a nossa também.
Chega a hora em que é preciso abrir os olhos e caminhar junto com nosso espírito, seja lá a idade que ele tenha, a bagagem que carrega. Chega a hora do encontro com nós mesmos. Juntar a alegria de viver que mora em nós com a força e fé que nos protege. É hora de correr em frente, de mãos dadas. É hora de crescer junto e não temer os caminhos que surgem. 
 

terça-feira, 12 de abril de 2011

Há uma nobre diferença entre respeito e liberdade. Respeito deve ser considerado no ato de sair à rua,já que estaremos o tempo todo à prova de conceder aos outros o direito de serem livres. O problema começa quando o respeito passa a ser violado pelo uso exagerado da liberdade. Se somos deixados livres, não significa que podemos ultrapassar as fronteiras do bom senso. Fazer de conta que algumas pessoas não existem simplesmente para satisfazer nosso bel prazer, é desrespeito sim!
Putz,
onde ficam as regras?
Vejo pessoas deixando em casa o manual de instruções...Valores e conceitos sobre amor, liberdade e respeito devem ser levados na mala sim!
Pessoas que fingem descaso correm um certo risco de se perder no caminho, uma vez que o importante é evoluir sempre.
Evoluir com palavras e atos corretos. Evoluir como pessoas de índole plausível. Ultimamente eu aplaudo a mim mesma,toda vez que eu conto até dez e permaneço com o coração tranquilo e limpo. 
"...feita pro amor da cabeça aos pés..."
Amor se prova com perdão sim,amor se prova com liberdade e acima de tudo com respeito mútuo.
Procuro agir como eu gostaria que as pessoas agissem comigo. Pena ser a evolução do espírito e da alma atos quase totalmente particulares.
Liberdade, respeito e amor...
Coração e mente limpos...
Cabeça no travesseiro e sono profundo...
Tenho certeza, infelizmente, que isso não é para todos. 


Ame quem você julgar merecer seu amor. Respeite todos sem julgar. 

quarta-feira, 6 de abril de 2011

Algumas coisas são inevitáveis, e de todas elas, o amor é
e sempre será o combustível da existência humana. 
 

domingo, 3 de abril de 2011




Há algum tempo ventos calmos sopram, mesmo
sem te ter aqui.
Creio que soprem até você. 
E se assim for, 
que levem junto essas lembranças belas,
essas imagens e sons de nossos risos, abraços, carinhos
e afagos.
Que me levem.
Que te tragam.